Suplica!

Força etérea de minha existência,
Conduza em magia minha clemência.
De onde venho é escuridão, só ha pó,
Almas vagando sob esse extenso nada.

Escuto essa chuva impiedosa assolar,
E ao fundo o bater das ondas do mar.
Meus sentidos aguçados pela meia dor,
O sono que fugiu como todas as noites.

Suplico ao Poderoso que me trace o rumo,
Cuide da minha estada como seu insumo.
Fortifique minha serenidade deflagrada,
Meus sentidos raros, com  lamina de espada.

Minha alma deseja o desejo humano,
Meu corpo deseja o sentir mundano.
Meus dias de felicidade estão em meu peito,
Cravados nos sentidos de minha mente.

Força eterna de minha existência,
Traduza em versos minha demência.
De onde estou vejo a luz, velas acesas,
Queimando minha dor em dança inflamada.
...Que luz se faça!...



Escrito por L(max) às 00h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ ver mensagens anteriores ]
Meu perfil
L'(Max) - 2007

BRASIL, Sudeste, SANTO ANDRE, Bangu, Homem

+ Um pouco de mim...
+ Origem do L'(Max)...


Última Arte!
Ver o fotolog

Outros sites
 L'(Max) - Planeta Literatura
 L'(Max) Quadros e Poesias
 L'(Max) - Casa de Joke Cat
 L'(Max) Acervo de Imagens
 L'(Max) - VideoLog
 Consultor é Soda
 JokeCat - Aleatorio


L'(Max) na casa do JokeCat

Planeta Literatura! Quem lê aprende mais!

Poesias, Mensagens, Crônicas, Contos, Artigos, Pensamentos e outros gêneros

Renato Baptista

Academia Virtual Brasileira de Letras

ver O poema

Encontro da Saudade

Crônicas, Contos, Artigos, Pensamentos da vida de um consultor

+ Amigos do L'(Max)
Beatriz Prestes
Delasnieve Daspet
Iza Klipel
Maria José Zanini Tauil
Mary Fioratti
Renato Baptista
Sandra Freitas
Tania Regina
Terê Penhabe



Votação
Dê uma nota para
meu blog



Histórico